sexta-feira, 26 de junho de 2015

Traduções, Tuporém e o Futuro do Blog

Sim, o blog está bem parado. Hoje é dia 26 de junho de 2015, e a última postagem foi em 7 de novembro de 2014. Quando pensei em escrever pouca coisa em grandes intervalos de tempo, não pensei que acabaria nesse ponto. Mas para que a culpa não seja toda minha, também não poderia deixar de notar que parece que nesses últimos tempos a cultura de blogs tem perdido sua força. Não sei explicar o porquê com certeza, mas muitas vezes temo que isso se deva a termos nos acostumado com os comentários curtos e rápidos pelo Facebook, e que qualquer coisa maior do que isso já seria matéria para um texto grande que não vale a pena ser escrito ou lido.

Bem, mas nem tudo está perdido. Já faz um tempo que gostaria de ter divulgado aqui que tenho traduzido alguns textos para o blog do Tuporém. Foi uma parceria bacana que começamos com o Jonathan Silveira, além de uma forma de manter um blog com uma frequência maior de textos sendo publicados. Quem quiser pode dar uma olhada nas traduções minhas – todas relacionadas aos temas de ciência, tecnologia e cristianismo –, mas recomendo também todas as outras, relacionadas a outros temas. É um ministério que realmente tem se dedicado a fornecer bom material nas áreas de apologética, teologia e vida cristã (http://tuporem.org.br/visao-e-fe/).

Seguem minhas recentes traduções, todas de textos que recomendo muito a leitura!
Gostaria de dizer que também vale a pena dar uma olhada no trabalho do Breno Perdigão, outro irmão em Cristo que tem se dedicado a traduzir, estudar, escrever e divulgar bom material sobre cristianismo e tecnologia. Seu blog chama-se "Deus e o Engenheiro" (http://deuseoengenheiro.blogspot.com.br/), e ele também traduziu alguns textos para o Tuporém: "Tecnologia, revolta de robôs e o coração", por Derek Schuurman (http://tuporem.org.br/tecnologia-revolta-de-robos-e-o-coracao/) e "O que Deus tem a ver com a matemática?", por Vern S. Poythress (http://tuporem.org.br/o-que-deus-tem-a-ver-com-a-matematica/).

Mas, enfim, e este blog? Como fica?

Bem, ainda não desisti dele. Embora várias traduções e mesmo textos meus estejam indo para o Tuporém, resolvi guardar o blog para assuntos bem mais específicos e opiniões pessoais que creio que não se encaixariam muito bem em um blog dedicado a um público geral. O leitor entenderá isso melhor quando ver o tema de um próximo texto que estou preparando, e pretendo postar em breve. Certamente a frequência de textos ficará muito baixa (como se já não estivesse...), mas o que basta para mim é ter um espaço para, de vez em quando, poder publicar algum texto maior e menos transitório do que uma postagem de Facebook. Ah, quanto eu temo que nos moldemos demais a ele...

2 comentários:

  1. Faz tempo mesmo hein Fernando hehe. Curto ler suas publicações, apesar de eu ser meio maluco, elas me deram pontos de vista interessante sobre certos assuntos. Quando você retrata essa questão dos blogs terem perdido força eu concordo e concordo com a sua justificativa do facebook. Eu sempre entrava no blog do Tempora-Mores e da Norma Braga, porem depois que comecei a seguir eles no face, minhas visitas nos blogs deles caíram muito.
    Legal que você está fazendo parceria com o tuporem, as vezes leio postagem de lá.
    Do mais, espero que continue com o blog e poste mais coisas hehe.
    Abraço !
    Matheus Liasch.

    ResponderExcluir